O quanto a sua decoração interfere na sua inteligência emocional? Descubra!

inteligência emocional na decoracao

Já entrou em algum lugar desorganizado e ficou com uma sensação estranha? Isso acontece por nosso corpo ser treinado biologicamente para ver e sentir através de nossos cinco sentidos conforme a inteligência emocional

Esses são responsáveis por captar esses estímulos e convertê-los em sensações. Como quando você vai à casa da sua avó, e sente o cheiro dos biscoitos ou bolos que ela faz, isso automaticamente remonta a sua infância. 

Contudo, não é só os odores e a desorganização que tem esse feito sobre nós. Cores muito despojadas, disposição dos móveis e tamanhos do ambiente conseguem gerar estímulos tanto positivos quanto negativos.

Assim, preocupar com a decoração não é questão de luxo, mas sim de bem-estar para quem reside no ambiente.

Então, se você acredita que sua casa precisa de algum tipo de harmonização, leia até o final e descubra como você pode melhorar.

Cores conforme a inteligência emocional

As paredes e os tetos sem dúvidas chamam muita a atenção em um lar. Assim a cor que for pintada ou revestida terá um grande destaque. Dessa forma, cabe a você analisar coerentemente as tonalidades para cada ambiente.

Cores quentes, como amarelo, vermelho, laranja e outras mais, tendem a despertar a sensação de agitação, produtividade e até mesmo fome.

Assim, são mais indicadas para cozinha e ambiente de trabalho ou mais operacionais. Para os quartos, dormitório ou cômodos mais tranquilos, o ideal são cores frias como azul, verde, lilás, pois são mais suaves.

Luzes na inteligência emocional

Nem de mais, nem de menos, na proporção correta. A iluminação tem vários efeitos sobre nós em um ambiente, um deles é o foco. Assim, um ambiente tem a que possui a quantidade de iluminação correta para a sua finalidade. 

Dessa forma, uma cozinha ou um escritório precisa ter uma iluminação mais forte, pois é um local de trabalho mais operacional.

Entretanto, uma sala ou um quarto não precisa seguir esse método com uma iluminação mais indireta e o ideal.

Assim, não podemos esquecer da iluminação natural, a sua audiência pode causar um efeito de opressão no cômodo, assim é sempre viável deixar uma janela para os raios de sol iluminar o local.

Mobiliário na decoração

O móvel não tem que ser só bonito, eles precisam ter dimensões apropriadas às funções que eles ocupam. A ergonomia e a circulação são prioridade nos ambientes, assim os móveis terão que se moldar a essas necessidades do local.

Em ambientes corporativos a mobília consegue interferir nos níveis de desempenho dos funcionários, e não seria diferente em sua residência com o seu bem-estar.

Assim, opte pela funcionalidade e pelo minimalismo, tendo só o necessário.

Gostou? Então, compartilhe com seus amigos e avalie. Afinal, a sua opinião é muito importante pra gente! Além disso, acompanhe também todas as nossas dicas sobre como decorar, dicas para o lar e bem-estar. Leia, inspire-se e então decore!

5/5 - (1 vote)